sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Seleção paraguaia vai desfalcar Flamengo, Corinthians e Grêmio


O técnico Víctor Genes convocou nesta quinta-feira a seleção paraguaia para os amistosos diante o Peru, nos dias 14 e 18 de novembro. Dois jogadores que atuam no futebol brasileiro foram chamados e podem desfalcar seus clubes: Ángel Romero, do Corinthians, e Victor Cáceres, do Flamengo.
Os dois desfalcarão os clubes nas rodadas 34 e 35 do Campeonato Brasileiro. Titular do Flamengo, Cáceres vai perder os duelos contra Coritiba e Atlético-MG. A dúvida é se o paraguaio ficaria fora de uma eventual decisão da Copa do Brasil, uma vez que a primeira partida acontece em 12 de novembro. O time carioca está nas semifinais do torneio e venceu, nesta quarta, o Atlético-MG por 2 a 0, no primeiro jogo do confronto. 

Exame aponta lesão, e Everton é dúvida para jogo contra o Atlético-MG

O Flamengo poderá ter um desfalque considerável na partida contra o Atlético-MG, na próxima quarta-feira, válida pela semifinal da Copa do Brasil. Substituído no segundo tempo após sentir a coxa esquerda ao dar uma arrancada, Everton foi submetido, na tarde desta sexta-feira, a exames que detectaram uma lesão na região (relembre o lance no vídeo abaixo). Desta maneira, o aproveitamento do atleta no confronto programado para o Mineirão é incerto.
Se na parte ofensiva Vanderlei Luxemburgo poderá ter dor de cabeça, na defesa, o treinador vai contar com o retorno de Wallace. O zagueiro está recuperado de uma lesão na coxa esquerda e está à disposição. Ele volta a campo neste domingo, contra a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.

Campeão da Copa do Brasil no ano passado, o Rubro-Negro está perto de disputar a final da competição outra vez. O time assinalou 2 a 0 no Galo, no Maracanã, e levará a vantagem para o segundo jogo.


[Fonte: Globo Esporte]

Flamengo vence o Atlético-MG no Maracanã e sai na frente na semifinal

 
Empurrado pela torcida, o Flamengo deu um passo importante na disputa por uma vaga na final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, num Maracanã animado por mais de 45 mil pessoas, o Rubro-Negro contou com uma noite inspirada de Gabriel para superar a muralha Victor, fazer 2 a 0 no Atlético-MG e quebrar uma sequência de seis jogos invictos do adversário. O ensaboado meia-atacante deu o passe para o gol de Cáceres e, após fazer fila em linda arrancada, sofreu o pênalti convertido por Chicão. Agora, os cariocas vão para Belo Horizonte em vantagem.
 
E com uma motivação extra: nas quatro vezes em que superaram o Galo em um confronto eliminatório, faturaram o título. Já o Alvinegro, para continuar sonhando com a inédita conquista, precisará repetir o feito que conseguiu diante do Corinthians, quando perdeu o primeiro duelo pelo mesmo placar e, depois, venceu por 4 a 1. Foi um jogo nervoso, típico da rivalidade acirrada nos anos 80 entre os dois clubes, com muita marcação. Por sinal, os dois gols do jogo foram marcados por jogadores de defesa. A preocupação de Levir Culpi era tanta que ele adotou uma esquema mais defensivo, tirando Luan para a entrada de um segundo volante: Pierre, que perdeu tragicamente o irmão no início da semana, assassinado no interior da Bahia. Mas nem isso, tampouco os milagres de Victor, foram suficientes para segurar um Fla empurrado por 40.909 pagantes (45.642 presentes). A renda da partida foi de R$ 2.858.215,00. A torcida atleticana também compareceu em grande número ao MaracanãFlamengo e Atlético-MG voltam a campo para a partida decisiva, valendo uma vaga na final do torneio, na próxima quarta-feira no Mineirão. Antes, porém, os dois têm compromissos importantes no domingo pelo Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro recebe a Chapecoense às 19h30 (de Brasília) no Maracanã atrás de uma vitória que deixaria o time praticamente sem riscos de rebaixamento. No mesmo horário, o Galo visita o Atlético-PR na Arena da Baixada para defender sua posição na zona de classificação para a Libertadores.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Luxa cita Corinthians e prega cautela com primeiro jogo: "Não define nada"

 
Expectativa de casa cheia, empolgação da torcida para a semifinal da Copa do Brasil e sem esquecer da tal "confusão" no Campeonato Brasileiro. Vanderlei Luxemburgo tenta ser o ponto de equilíbrio para manter o Flamengo com os pés no chão. Não deixar a emoção sobrepor a razão, independentemente do resultado do jogo contra o Atlético-MG nesta quarta-feia, às 22h (de Brasília), no Maracanã, pelo primeiro dos dois duelos valendo vaga na decisão do torneio. O técnico adota o tom de cautela para a partida, reconhece a necessidade de ser ofensivo sem sofrer gols em casa, mas cita o exemplo do Corinthians para minimizar o peso dos primeiros 90 minutos numa disputa de ida e volta. O time paulista foi eliminado pelo próprio Galo mesmo após ganhar em São Paulo por 2 a 0.

- Tem que jogar os 180 minutos mais os acréscimos dos dois jogos. Todo primeiro jogo é muito bom se sair intacto. Sofrer um resultado ruim para quem joga fora de casa no primeiro jogo, fica com a obrigação dentro de casa contra um adversário de qualidade. O Corinthians fez 2 a 0, saiu com vantagem, mas tomou quatro gols. Coisas que acontecem no futebol. Qualquer coisa que acontecer nesse primeiro jogo não define nada. Vem do comportamento de equipe. Vai ter que se expor um pouco mais, mas não sair para cima de qualquer maneira e deixar jogadores de qualidade soltos. A característica do Atlético-MG é ser muito ofensivo, na escalação se vê que a equipe busca velocidade, o contragolpe - alertou.

Conjunto do Fla brilha, supera Macaé


Eles ganharam tudo nos últimos meses. O título do NBB, a Liga das Américas e a tão sonhada Copa Intercontinental, maior título que o clube poderia alcançar no basquete. Depois de todas essas conquistas recentes e de um período de amistosos contra times da NBA, o basquete do Flamengo está a uma vitória de um novo título em 2014. No primeiro jogo da final do Campeonato Estadual, o time do técnico José Neto venceu o Macaé, no Ginásio Juquinha, do Tênis Clube Macaé, por 93 a 81.

[FONTE: UOL ESPORTE]

Fla busca vaga em final para arrecadar R$ 11 mi e salvar finanças de 2014

Após um segundo semestre conturbado, quando chegou a ficar em último lugar na tabela do Campeonato Brasileiro e flertar com a zona do rebaixamento, o Flamengo inicia na próxima quarta-feira, contra o Atlético-MG, a disputa por uma vaga na final da Copa do Brasil para salvar um ano que se desenhava complicado dentro de campo. E a campanha no torneio pode representar ainda uma salvação fora das quatro linhas.
Com as contas no vermelho e precisando gerar uma receita de aproximadamente R$ 20 milhões para fechar 2014 sem prejuízo, a diretoria rubro-negra aposta em premiações e bilheterias em caso de uma jornada vitoriosa para minimizar estragos financeiros. Caso seja campeão, o Flamengo pode arrecadar até R$ 11 milhões.
Só pela presença na semifinal o clube já estima um ganho de R$ 2,3 milhões, sendo R$ 800 mil de premiação distribuída pela CBF pela vaga na fase atual e mais R$ 1,5 milhão de renda líquida do jogo da próxima quarta-feira.
"É um jogo de grande relevância e que pode nos ajudar. Além de trazer uma bilheteria maior, podemos ter uma adesão de sócios torcedores em busca de descontos e facilidades. Ficamos felizes pelo desempenho dentro de campo e também pela ajuda em outras áreas que isso pode gerar", disse o gerente de marketing do clube, Bruno Spindel, explicando ainda alguns fatores que explicam a conta negativa neste fim de ano.
"O orçamento original contemplava um avanço às quartas de final da Libertadores, mas não chegamos [clube caiu na primeira fase]. Isso refletiu nas receitas. Temos a chance de recuperar agora".
Bruno Spindel confirmou ainda que o clube espera repetir a receita obtida em 2013, quando o clube foi finalista e campeão da competição. "Não dá para ter uma previsão exata, mas não há parâmetro melhor do que 2013. Podemos repetir. Não há previsão melhor do que os fatos que já ocorreram".
No último ano, o clube faturou quase R$ 6 milhões líquidos na renda da decisão contra o Atlético-PR, além dos R$ 3 milhões de prêmio pelo título.
"E em 2013 ainda tivemos um 'boom' de adesões de sócios torcedores na final. Se chegarmos lá de novo, isso pode se repetir, aumentando ainda mais a receita. No jogo contra o Atlético, mais da metade dos presentes era sócios. Esse índice pode ser de 100% em 2014. Vamos aguardar e trabalhar em cima disso", encerrou o gerente de marketing.
Com uma expectativa de cerca de 50 mil torcedores presentes ao Maracanã para o jogo de quarta-feira, o Flamengo já vendeu, até o início da noite da última segunda, 32 mil ingressos de maneira antecipada. Os preços variam de R$ 60 a R$ 220.
A decisão da vaga na final ocorrerá no próximo dia 5, em Belo Horizonte, já que o Atlético-MG ganhou, através de sorteio, o direito de jogar em casa a segunda partida da semifinal da Copa do Brasil.
 
[Fonte: Uol Esporte]

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Decidir fora não é o forte do Fla. Mas retrospecto contra Atlético-MG anima


O sorteio dos mandos de campo das semifinais da Copa do Brasil deixou o Flamengo preocupado. Após um título em 2013 onde todos os jogos foram decididos em casa, o Rubro-negro definirá sua vida longe do Rio de Janeiro neste ano, no duelo contra o Atlético-MG.
As eliminações nas duas últimas situações semelhantes – 2011, contra o Ceará, e 2009, contra o Internacional – também ligam o sinal de alerta na Gávea. No entanto, os números contra o Atlético-MG animam o Flamengo. O time mineiro foi o rival dos cariocas na última classificação da equipe fora de casa na Copa do Brasil, em 2006 (quartas de final), quando o Rubro-negro ainda garantiu o título do torneio na sequência.
Em números gerais, levando-se em conta outras competições, o Flamengo também leva vantagem sobre o Atlético-MG. Desde 2000, o time da Gávea perdeu apenas oito dos 26 jogos disputados. Foram ainda 11 vitórias e sete empates.

[Fonte: UOl Esporte]