Google Links

quarta-feira, 9 de março de 2016

Palmeiras tem mais receitas, mas Fla fecha 2015 com saldo maior, diz estudo

Notícia Uol Esporte
Os 12 maiores clubes de futebol do Brasil registraram um aumento de faturamento de 12% em 2015, alcançando juntos R$ 2,58 bilhões. A informação é resultado de um estudo realizado pelo Itaú BBA e divulgado pela revista Exame.
Segundo o estudo da instituição financeira, o Palmeiras foi o clube que mais arrecadou no ano (R$ 322 milhões), à frente de Flamengo (R$ 305 milhões), Cruzeiro (R$ 273 milhões) e Internacional (R$ 270 milhões). Entretanto, com despesas bastante controladas, o clube carioca foi responsável pelo melhor saldo nas contas referentes à última temporada.
Como gastou "apenas" R$ 191 milhões, o Flamengo fechou o ano com um saldo positivo de R$ 115 milhões em conta. O Palmeiras gastou R$ 289 milhões do orçamento arrecadado, mas ainda assim, fechou o ano com o segundo melhor saldo entre os 12 maiores clubes do Brasil: R$ 33 milhões.
De acordo com o Itaú BBA, a lista foi elaborada levando em consideração balanços parciais disponibilizados por alguns clubes no decorrer do último ano e informações veiculadas pela imprensa - o que faz com que o levantamento não leve em consideração alguns números divulgados recentemente pelos times. O Palmeiras, por exemplo, publicou em seu balancete ter arrecadado R$ 350 milhões em 2015.
"A maior parte dos clubes avaliados nessa nossa tentativa de projeção de resultados não parece apresentar condições melhores que as vistas em 2014", diz César Grafietti, superintendente de crédito do Itaú BBA e responsável pelo estudo, à Exame. "Alguns clubes continuam sendo exceção, mas a grande maioria ainda padece de melhor equilíbrio entre receitas e custos".
Da lista publicada, apenas quatro clubes fecharam o ano com saldo negativo na relação entre receitas e despesas: Corinthians (R$ 3 milhões), São Paulo (R$ 6 milhões), Grêmio (R$ 7 milhões) e Atlético-MG (R$ 21 milhões).
Confira o saldo dos clubes na temporada 2015 (valores em milhões de reais):
1. Flamengo: 115 (receitas de 305, despesas de 191)
2. Palmeiras: 33 (receitas de 322, despesas de 289)
3. Fluminense: 21 (receitas de 165, despesas de 144)
4. Cruzeiro: 16 (receitas de 273, despesas de 257
5. Vasco: 9 (receitas de 137, despesas de 128)
6. Botafogo: 7 (receitas de 102, despesas de 95)
7. Santos: 5 (receitas de 159, despesas de 154)
8. Internacional: 3 (receitas de 270, despesas de 267)
9. Corinthians: -3 (receitas de 250, despesas de 253)
10. São Paulo: -6 (receitas de 234, despesas de 240)
11. Grêmio: -7 (receitas de 176, despesas de 183)
12. Atlético-MG: -21 (receitas de 194, despesas de 215)

Sem Mancuello, Muricy aposta em Ederson e escala nova versão de 'Fla ideal'6

 Notícia Uol Esporte
Mancuello só deve voltar a jogar em abril. Depois de mais de 100 dias sem atuar e com uma boa apresentação no último final de semana, Ederson entra no time titular como substituto do argentino.
"O Mancuello é meia, mas é terceiro homem de meio de campo. O Ederson é meia de ligação, de municiar os atacantes, aquele jogador que todo mundo cobra. Tem enorme qualidade e sabe se adaptar a outras funções", comentou o zagueiro Juan.
O Rubro-negro que enfrenta o Figueirense, às 19h30, pela Primeira Liga, em Brasília, terá a seguinte escalação: Paulo Victor; Rodinei, Juan, Wallace e Jorge; Cuéllar, Willian Arão e Ederson; Marcelo Cirino, Emerson Sheik e Paolo Guerrero.
Quando Mancuello estiver recuperado da contusão, Muricy Ramalho terá de escolher se o argentino ficará na reserva ou entrará na vaga de Ederson. Outra opção possível será a barração de Emerson Sheik para que os dois meias atuem entre os titulares.

domingo, 6 de março de 2016

Base decide, Muralha pega pênalti, e Fla vence Bangu de virada por 3 a 1

Notícia Globo Esporte
O Flamengo levou um susto no início, mas virou e venceu o Bangu sem maiores problemas por 3 a 1 no Raulino de Oliveira, na última rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. Ambos os times entraram em campo classificados e pouparam titulares. Mesmo com uma equipe somente de reservas, os rubro-negros assumiram o controle da partida e passaram com tranquilidade pelo time misto do Bangu. Os destaques do Flamengo foram dois atletas que vieram da base: Felipe Vizeu, autor de dois gols, e Thiago Santos, que fez seu primeiro gol como profissional e criou algumas das melhores jogadas da equipe. Já no segundo tempo, Alex Muralha ainda defendeu um pênalti, cobrado por Geraldo. O gol do Bangu foi de William Amendoim, que também surgiu da base do Flamengo e incomodou com pedaladas.

quarta-feira, 2 de março de 2016

Muricy criticou passes errados e viu colombiano resolver problema no Fla

Notícia Uol Esporte
O técnico Muricy Ramalho vive uma espécie de lua de mel com alguns jogadores do Flamengo. Mas um recém-chegado em especial caiu nas graças do comandante por resolver o problema que o incomoda desde a chegada ao Rubro-negro: os passes errados na saída de bola.
São apenas dois jogos pelo time da Gávea, mas o colombiano Gustavo Cuéllar apresentou as qualidades desejadas pelo treinador. O volante ocupou bem os espaços e deu opções com frequência aos companheiros nas vitórias sobre Fluminense (2 a 1) e Resende (5 a 0). O principal destaque foi o aproveitamento altíssimo nos passes.
Cuéllar é o homem responsável por iniciar a maioria das jogadas e quase não falha no fundamento. Para se ter uma ideia, o colombiano errou apenas um passe em 46 tentativas na goleada de domingo.
A movimentação e a qualidade técnica têm facilitado o trabalho dos outros jogadores de meio de campo e feito a bola chegar com mais qualidade ao ataque.
O colombiano tem papel fundamental para que o Flamengo idealizado por Muricy dê certo. Ele foi elogiado por procurar soluções rápidas e encurtar os espaços para evitar erros de passes. Cuéllar joga verticalmente, o que só o faz crescer no conceito do treinador.
"O volante no futebol de hoje em dia tem que jogar. Não existe mais aquele brucutu. Escolhemos o Cuéllar pelo histórico do bom passe e da movimentação. Ele tem a pegada curta muito importante. Está se adaptando pouco a pouco e em um ambiente muito bom", comentou o comandante.

Eric Faria: Guerrero não costuma fazer muitos gols, mas brilha em decisões

Notícia SporTV
Principal reforço do Flamengo para a última edição do Campeonato Brasileiro, Paolo Guerrero chegou à Gávea para ser o camisa 9, o artilheiro da equipe. Porém, após um início animador, ele sofreu com um jejum de cinco meses sem marcar. O reencontro com as redes aconteceu na primeira partida oficial de 2016, contra o Atlético-MG, pela Primeira Liga, quando ele fez dois gols. Repórter da Rede Globo, Eric Faria não vê o atacante como um goleador, mas um jogador que se destaca em partidas importantes. 

Em participação no "Seleção SporTV", o jornalista comparou o centroavante rubro-negro com Fred e disse que ele não tem no seu currículo tantas artilharias como jogador do Fluminense. Eric Faria disse que Guerrero não foi o goleador de competições por Bayern de Munique e Corinthians, mas foi o jogador que mais marcou na Copa América de 2011. 

- As pessoas esperam um número alto de gols do Guerrero, mas os números da carreira dele não são assim. O Fred é diferente, ele tem um número alto. Ele foi artilheiro do Campeonato Brasileiro duas vezes e já foi artilheiro de Campeonato Carioca. O Guerrero foi artilheiro da Copa América porque são cinco jogos. Ele faz gols importantes, em jogos grandes. Aí ele acaba ganhando uma visibilidade maior. Mas a carreira dele não é de artilharia pesada - disse. 

Lesão de Mancuello tira "fonte de gols" do Flamengo em 2016

Notícia Globo Esporte
A lesão de Mancuello deixou o Flamengo em estado de alerta. O técnico Muricy Ramalho vai perder por prováveis 30 dias um jogador que começava a se entrosar e mostrava encaixe perfeito no esquema traçado. Mas não só. O Rubro-Negro perdeu aquele que é uma de suas principais fontes de gol em 2016. O argentino ainda não balançou as redes, mas foi decisivo em cinco de 11 marcados pelo Rubro-Negro enquanto ele esteve em campo em seis jogos oficiais na atual temporada.
Dos cinco gols em que teve participação direta, em quatro Mancuello foi o responsável pela assistência. Em cobrança de escanteio ele serviu Willian Arão para abrir o placar do clássico contra o Fluminense e, depois de desvio do próprio volante, deixou Sheik livre para marcar o primeiro da goleada por 5 a 0 sobre o Resende, no último domingo. Em cobrança de falta o argentino encontrou a cabeça de Guerrero na partida contra a Portuguesa.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Ederson treina e deve voltar a jogar pelo Flamengo após três meses

Notícia Uol Esporte
O meia Ederson participou normalmente do treino do Flamengo nesta sexta-feira (26) e tem boas chances de ser relacionado para o jogo contra o Resende, domingo (28), às 17h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O camisa 10, aliás, treinou entre os titulares, já que o meia Mancuello ficou na academia, em um trabalho já programado pela comissão técnica. Quem também ficou fora foi o zagueiro Juan, em caso semelhante ao do argentino. César Martins o substituiu.
Ederson não atua desde 22 de novembro, quando o Rubro-negro empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta pelo Campeonato Brasileiro. A tendência é a de que volte aos poucos ao time. Em tese, ele atua na posição ocupada pelo argentino Mancuello. 
No grupo que atacava estavam Willian Arão, Ederson, Marcelo Cirino, Emerson Sheik e Guerrero. Os que defendiam eram representados por Rodinei, Cesar Martins, Juan, Jorge e Cuéllar. O objetivo da atividade não era fazer gol, mas sim trocar passes e fazer movimentação em um curto espaço do campo. Logo em seguida os jogadores treinaram finalizações, já com participação dos goleiros.
O Flamengo ainda treina na manhã deste sábado, na última atividade antes da partida contra o Resende. Em seguida, já viaja para Volta Redonda. Em caso de vitória, o Rubro-Negro se classificar para a segunda fase do Carioca, que começa na primeira quinzena de março.